PRIMÓRDIOS DOS SERVIÇOS DE MEDICINA COLONIAL EM ÁFRICA: SÉCULOS XV – XIX

  • Paulo Ferrinho Instituto de Higiene e Medicina Tropical, Universidade Nova de Lisboa, Lisboa
  • José Luís Doria Instituto de Higiene e Medicina Tropical, Universidade Nova de Lisboa, Lisboa
  • Zulmira Hartz Instituto de Higiene e Medicina Tropical, Universidade Nova de Lisboa, Lisboa

Resumo

Analisa-se o contributo dos portugueses para o desenvolvimento dos sistemas de assistência sanitária no império português em África até ao início do século XX. Consideram-se a medicina a bordo, as instituições de apoio em terra, em África e a intervenção das Misericórdias. Só depois das convulsões resultantes da Revolução Francesa, que levaram à independência do Brasil e ao Tratado de Berlim e Ultimato inglês, é que o Estado português apostou numa ocupação efetiva dos seus territórios africanos, desenvolvendo estruturas de saúde pensadas para as colónias ultramarinas. As respostas encontradas ao longo dos tempos refletem os conhecimentos científicos de cada época, os valores prezados nas sociedades europeias e a visão do papel do Estado no setor da saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABRANCHES, P. (1970) – “ A polít ica de saúde como fact or de
desenvolvimento sócio-económico no Ult ramar”. J. Soc. Ciênc. Méd.
Lisboa, CXXXIV: 397-413.
ABREU, N. (2007) – “ A Colônia enferma e a saúde dos povos: a
medicina das ‘luzes’ e as informações sobre as enfermidades da
América port uguesa”. Hist. Ciênc. Saúde - Manguinhos, 14: 761-778.
ALBUQUERQUE, L. de (1986) - Crónica do descobrimento e
primeiras conquistas da Índia pelos portugueses. Imprensa Nacional
- Casa da Moeda, Lisboa.
AMARAL, I. (2008) – “The emergence of t ropical medicine in
Portugal: The School of Tropical Medicine and the Colonial Hospital
of Lisbon (1902-1935)”. Dynamis, 28: 301-328.
AMARAL, I (2010) – “ A influência past euriana na obra de Ricardo
Jorge e na emergência da medicina t ropical”. Em: AMARAL, I.,
CARNEIRO, A., MOTA, T. S., BORGES, V. M. & DORIA, J. L.
(coords.), Percursos da Saúde Pública nos séculos XIX e XX – a
propósito de Ricardo Jorge. CELOM, Lisboa (pp. 135-144).
CAMBOURNAC, F. (1982) – “ A acção dos port ugueses no campo da
medicina t ropical”. O Médico, 102.
CASTRO, A. de (2000) – “ Físicos, Cirurgiões e Bot icários nas Naus
dos Descobriment os”. Arquipélago História, 2ª Série, IV - N.º 2.
ht tp://repositorio.uac.pt /bitstream/10400.3/322/1/Anibal_de_Castro_p535
-550.pdf, (acedido em 10.11.2009).
FICALHO, C. de (1983) - Garcia da Orta e o seu tempo. Imprensa
Nacional – Casa da Moeda, Lisboa.
DORIA, J. L. (2001) – “Antonio Ribeiro Sanches: A Portuguese
doct or in 18t h cent ury Europe”, Vesalius: Acta Internationalis Historia
Medicinae, 7 (1), Bruxelas (pp.27 – 35),.
(www.biusante.parisdescartes.fr/.../VESx2001x07x01x027x035.pdf)
DORIA, J. L. (2009) – “ Um olhar sobre a medicina europeia na época
dos Descobrimentos e o apoio médico às naus port uguesas”. Em:
PINTO, C. A. (coord.), Livro de Marinharia. O Manuscrito de Praga.
EPAL – CEPCEP, Lisboa (pp. 75-95).
DORIA, J. L. (2011) – “ Hospit ais nas rot as dos Descobriment os”,
citando Gaspar Correia; Lendas da Índia. Comunicação na Sociedade
Portuguesa de História dos Hospitais. Lisboa , n.p.
ESPARTEIRO, A. M. (1958) – “ A Higiene das Naus de Viagem em
meados do séc. XVIII”. Bol. Soc. Geogr. Lisboa, outubro/dezembro
FRADA, J. J. C. (1989) – “ Hist ória, Medicina e Descobriment os
P ort ugueses”. Rev. ICALP, 18: 63-73.
FRAGA DE AZEVEDO, J. (1952) - Cinquenta Anos de Actividade do
Instituto de Higiene e Medicina Tropical (24 de Abril de 1902 – 24 de
Abril de 1952). Inst ituto de Medicina Tropical; Lisboa.
GEORGE, F. (2004) - Histórias de Saúde Pública. Livros Horizonte,
Lisboa.
GONÇAVES FERREIRA, F.A. (1982) - Moderna Saúde Pública. I
Volume; 5ª edição. Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa.
KOPKE, A. (1934) – O ensino da medicina tropical na Metrópole,
iniciado em 1902. Comunicação feita ao Congresso do Ensino
Colonial na Met rópole. Porto (pp. 34).
MELÍCIAS, V. (1998) – “ Obras de misericórdia: set e mais set e são
cat orze... e as out ras”. Em: COLEN, M. G. B. & CORDEIRO, M. T.
S., As obras de Misericórdia para o século XXI. Moinho dos Ventos,
Lisboa.
ORTA, G. de (1983) - Colóquios dos Simples e Drogas e Cousas
Medicinais da Índia. Reprodução em fac-símile da edição de 1891-
1895 dirigida e anotada pelo Conde de Ficalho. Imprensa Nacional,
Casa da Moeda, Lisboa.
PINA, L. de (1940) - Na Rota do Império - a medicina embarcada nos
sécs. XVI e XVII. Volume IV. Arquivo Histórico de Portugal.
PINHEIRA, J. D. (1970a) - “ Sessão de Abert ura. Alocução do
Presidente da Sociedade Portuguesa de Medicina Tropical”. J. Soc.
Ciênc. Méd. Lisboa, tomo CXXXIV (Julho): 383-388.
PINHEIRA, J. D. (1970b) – “ P lanificação sanit ária do Ult ramar”. J.
Soc. Ciênc. Méd. Lisboa, tomo CXXXIV (julho) : 611-623.
PITA, J. R. (1998) - História da Farmácia. Minerva, Coimbra.
PITA, J. R. & PEREIRA, A. L. (2010) – “ A recepção da ciência de
Pasteur na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (1882-
1911)”. Em: AMARAL, I., CARNEIRO, A., MOTA, T. S.,
BORGES, V. M. & DORIA, J. L. (coords.), Percursos da Saúde
Pública nos séculos XIX e XX – a propósito de Ricardo Jorge.
CELOM, Lisboa (pp.145-154).
QUENTAL, A. de (2001) - Causa da decadência dos povos
peninsulares. Discurso pronunciado na noite de 27 de maio (1871), na
sala do Casino Lisbonense. Guimarães Editores, Lisboa.
RASTEIRO, A. (1992) - Medicina e Descobrimentos. Livraria
Almedina, Coimbra.
ROSEN, G. (1958) - A history of public health. MD Publicat ions,
Nova Iorque.
SALLES DA FONSECA, H. (2006) – “ P ela Rot a da Índia”. [online].
ht tp://abemdanacao.blogs.sapo.pt /104493.html. Acedido em 11 de
Novembro de 2009.
SARAIVA, A. (2001) – “Renascimento Cient ífico em Portugal -
Hist ória da Cult ura em P ort ugal”. Química Nova, 24.
SÉRGIO, A. (1978) - Breve interpretação da história de Portugal.
Livraria Sá da Costa Editora, Lisboa.
VIEGAS, V., FRADA, J. & PEREIRA MIGUEL, J. (2009) - A
Direcção Geral da Saúde. Notas Históricas. 2ª edição (revista e
atualizada por Catarina Sena e Francisco George). Gradiva, Lisboa.
VIEIRA, A. (1996) - Os escravos e a assistência hospitalar no Funchal
- Séculos XV-XIX. Cent ro de Estudos de História do At lânt ico,
ht tp://www.madeira-edu.pt /ceha/. Acedido em 11 de Novembro de
2009.
Publicado
2018-09-08
Secção
Artigos Originais