Identificar, documentar, estudar e divulgar - Os azulejos dos Hospitais da Colina de Santana no Az Infinitum

  • Vítor Serrão Az – Rede de Investigação em Azulejo, ARTIS – Instituto de História da Arte, Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa
  • Rosário Salema de Carvalho Az – Rede de Investigação em Azulejo, ARTIS – Instituto de História da Arte, Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa
Palavras-chave: Azulejo, património, bases de dados, referenciação, indexação

Resumo

Entre 2009 e 2011, o projeto Inventário do património azulejar do Centro Hospitalar de Lisboa Central identificou e documentou os revestimentos azulejares que se conservam in situ nos hospitais de São José, Santa Marta, Santo António dos Capuchos e, mais tarde, Curry Cabral. Promovida pela Az - Rede de Investigação em Azulejo (ARTIS-FLUL), esta iniciativa pretendia não apenas atualizar os inventários existentes, como o que foi conduzido pelos médicos António Barros Veloso e Isabel Almasqué [1,2], mas também tirar partido das ferramentas tecnológicas hoje à disposição da história da arte. Ao habitual trabalho de campo (levantamento fotográfico, medições, verificação de estados de conservação, etc.) seguiu-se o tratamento e registo dos dados no Az Infinitum – Sistema de Referência e Indexação de Azulejo. Desde então, as fichas têm sido atualizadas com informação decorrente dos diversos estudos publicados em revistas nacionais e internacionais. Assim, e partindo de alguns exemplos chave do património azulejar dos hospitais da Colina de Santana, o presente artigo pretende mostrar as potencialidades do Az Infinitum, quer como ferramenta de trabalho, na medida em que sistematiza o conhecimento e promove novas leituras, quer também como instrumento de divulgação de uma tão importante herança patrimonial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Veloso AB, Almasqué I. Hospitais Civis de Lisboa História e Azulejos. Lisboa: Edições INAPA, 1996.

Veloso AB, Almasqué I. História e Azulejos dos Hospitais Civis de Lisboa / Hospitais Civis de Lisboa History and Tiles. Lisboa: By the Book, 2016.

Carvalho RS, Guessner S, Tirapicos L. Astronomy and the “azulejos” of Portuguese Jesuit colleges. In: SEAC 2011 Stars and Stones: Voyages in Archaeoastronomy and Cultural Astronomy. Proceedings of the SEAC 2011 Conference. Oxford: Bar S2720, 2015. p. 314-317

Costa AM, Carvalho RS, Carvalho LM. A fauna e a flora nos azulejos do antigo Colégio de Santo Antão. Um exemplo de aprofundamento de inventário. In: Flor SV, ed. A herança de Santos Simões: novas perspectivas para o estudo da azulejaria e da cerâmica. Lisboa: Edições Colibri, 2014. p. 211-237.

Rocha L. O motivo musical na azulejaria portuguesa da primeira metade do século XVIII. Tese de Doutoramento em Ciências Musicais Históricas. [Tese de Doutoramento]. Universidade Nova de Lisboa: Lisboa; 2012. http://hdl.handle.net/10362/7369.

Simões JMS. Azulejaria em Portugal no século XVII. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1971.

Carvalho RS, Pais A, Almeida A, Aguiar I, Pires I, Marinho L, Nóbrega P. 17th century patterned azulejos from the Monastery of Santa Marta, in Lisbon. Journal of Science and Technology of the Arts. 2012, 4, 1: 55-56. [Consultado em 4 de janeiro de 2018] Disponível em: https://doi.org/10.7559/citarj.v4i1.66.

Serrão V. O Arquitecto maneirista Pedro Nunes Tinoco - Novos Documentos e Obras (1616-1636). Boletim Cultural da Junta Distrital de Lisboa. 1977, 83: 143-201.

Léon FP. Os painéis de azulejo sobre Santa Teresa de Jesus no convento de Santa Marta de Lisboa. Museu. 1993: 161-181.

Serrão V. Santarém. Lisboa: Editorial Presença, 1990.

Pais A. Santarém, Igreja de Santa Maria de Marvila / Santarém, Church of Marvila. In: Carvalho RS, Silva LM, ed. Azulejos. Maravilhas de Portugal. Vila Nova de Famalicão: Centro Atlântico, 2016.

Pais AN. Padrões (ainda) imprecisos. A azulejaria de repetição no século XVII. In: Um gosto português o uso do azulejo no século XVII. Lisboa: Athena; 2012. p. 83-95

Portela, M. A azulejaria em Portugal nos séculos XVII e XVIII: Manuel Clemente, mestre ladrilhador. ARTIS - Revista de História da Arte e Ciências do Património. 2016, 4: 124-125.

Az Infinitum [consultado em 4 de janeiro de 2018] Disponível em: http://redeazulejo.fl.ul.pt/pesquisa-az/autor_ficha.aspx?id=469.

Publicado
2019-04-22