A experiência de 10 anos do programa ePORTUGUÊSe da OMS

  • Regina Ungerer Doutora em Ciências pela Universidade de São Paulo; Pesquisadora do Centro de Relações Internacionais em Saúde Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, Brasil
Palavras-chave: Cooperação Sul-Sul em Saúde, Países de Língua Portuguesa, Organização Mundial da Saúde, capacitação de recursos humanos em Saúde, rede de informação em Saúde

Resumo

 

 Introdução: A rede ePORTUGUÊSe da OMS foi criada em 2005 para apoiar a colaboração e a troca de informações em saúde entre os países de língua portuguesa (PALOP), com potencial para fortalecer os sistemas nacionais de saúde, capacitar os recursos humanos e contribuir para atingir os Objetivos do Desenvolvimento do Milénio. 

Objetivo: Avaliar a implementação da rede no contexto da cooperação Sul-Sul em saúde, no período de 2005 a 2015. 

Método: Análise qualitativa da documentação técnica, científica e administrativa sobre a rede ePORTUGUÊSe nos repositórios públicos nas diversas instituições. Revisão bibliográfica e entrevistas semiestruturadas. 

Resultados: A rede ePORTUGUÊSe ofereceu oportunidades de cooperação entre instituições e profissionais de saúde nos diversos países e ajudou a melhorar o acesso e a troca da informação. Exemplo de cooperação Sul-Sul em saúde entre os países de língua portuguesa teve pouco comprometimento dos responsáveis e escassez de recursos financeiros para a realização de atividades, afetando negativamente o programa. 

Considerações finais: O programa foi relevante para diminuir o isolamento profissional, aumentar o acesso e partilha da informação em saúde em português, mesmo que em graus diferentes nos diversos países. A baixa disseminação dificultou o desenvolvimento de estratégias e apropriação da rede ePORTUGUÊSe pelos países envolvidos. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

WHO - World Health Organization. Ministerial Summit on Health Research[internet]. Geneva; 2004. [acesso em 24 out 2017]. Disponível em: https://apps.who.int/iris/handle/10665/43226.

WHO - World Health Organization. Sixty-First World Health Assembly (WHA61). Report of Joint Inspection Unit, 2003/2004; Multilingualism: implementation of Action Plan[internet]; 2008. [acesso em 25 jul 2017]. Disponível em: http://www.who.int/eportuguese/mission/6131.pdf?ua=1.

UNGERER, RLS. Cooperação Sul-Sul em Saúde: a experiência do Programa ePORTUGUÊSe da OMS. 2020. Tese (Doutorado em Saúde Global e Sustentabilidade). Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo, SP, 2020. https://teses.usp.br/.

Gomes MM. Medicina em evidências: princípios e práticas. Rio de Janeiro: Reichmann & Affonso; 2001.

Friedland DJ, Go AS, Davoren JB, Shlipack MG, Bent SW, Subak LL, et al. Medicina baseada em evidências: uma estrutura para a prática clínica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2001.

Sackett DL, Straus SE, Richardson WS, Rosenberg W, Heynes RB. Medicina baseada em evidências: prática e ensino. 2. ed. Porto Alegre: Artmed; 2003.

Plano Estratégico de Cooperação em Saúde da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (PECS/CPLP): 2018 - 2021. [acesso em 11 jun 2019]. Disponível em: https://www.cplp.org/id-4447.aspx?Action=1&NewsId=5755&currentPage=36&M=NewsV2&PID=10872.

Nações Unidas. Declaração do Milênio das Nações Unidas[internet]. 8 set 2000. [acesso em 23 ago 2017]. Disponível em: https://www.br.undp.org/content/brazil/pt/home/library/ods/declaracao-do-milenio.html.

Ungerer RLS. ePORTUGUÊSe uma rede de informação e uma nova ferramenta da OMS para os países de língua portuguesa. Hospital do Futuro; 2012; 15: 24-8.

Ungerer RLS. The ePORTUGUESe network experience[internet]. UN Special. Geneva; 2014, p.16-17. [acesso em 25 ago 2017]. Disponível em: https://www.unspecial.org/wp-content/uploads/2014/01/UNSpecial_Janvier2014.pdf.

WHO - World Health Organization. Fifty-Eight World Health Assembly (WHA58). Resolução WHA58/28 – eHealth[internet]; 2005. [acesso em 30 out 2019]. Disponível em: https://www.who.int/healthacademy/media/WHA58-28-en.pdf.

Schutte C, Du Preez N. Knowledge networks for managing innovation projects. PICMET: Portland International Center for Management of Engineering and Technology, Proceedings. 529 - 545. 10.1109/PICMET.2008. [acesso em 22 jul 2020]. Disponível em: https://ieeexplore.ieee.org/document/4599662.

Bob I. International funding priorities for health information. Hypothesis: The Journal of the Research Section of MLA[internet]. 2003;17(1), 2003. [acesso em 23 ago 2018]. Disponível em: https://www.mlanet.org/d/do/837.

WHO - World Health Organization. Análise dos recursos humanos da saúde (RHS) nos países africanos de língua oficial portuguesa (PALOP)[internet]. Geneva: WHO; 2010. [acesso em 11 jun 2019]. Disponível em: https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/44273/9789248599071_por.pdf?sequence=1&isAllowed=yhttps://www.who.int/eportuguese/publications/OMS_Analise_RHS_PALOP.pdf.

Publicado
2021-03-31