Produtos naturais e antimaláricos: a cooperação científica entre Brasil e China na década de 1980

  • Ivone Manzali de Sá Doutora em História da Ciências e da Saúde

Resumo

Em 25 de março de 1982 foi assinado um Acordo de Cooperação Científica e Tecnológica entre os governos da China e Brasil. Tal acordo estava alinhado com o movimento de reestruturação na política internacional daquele país desde fins da décadas de 1970 e com o movimento de países ocidentais em direção à China. Abordarei as repercussões e ações desenvolvidas entre pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz e grupos de pesquisadores chineses na área de produtos naturais e antimaláricos durante a década de 1980. Fontes documentais como relatórios de viagem de cooperação, relatórios de reuniões, anais do Congresso Brasil-China, troca de correspondência entre pesquisadores, além de fontes orais (entrevista com os pesquisadores), foram utilizados para compor a natureza de tais relações e as trajetórias das iniciativas propostas. Analisarei em especial, as propostas de parceria para o desenvolvimento do medicamento antimalárico a partir da planta chinesa Artemisia annua e seus derivados semi-sintéticos (artemeter e artesunato).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

1. Packard, RM (2007). The making of a Tropical Disease: a short history of malaria. Baltimore: The Johns Hopkins University Press, Baltimore, USA.

2. Nájera, JA (2001). Malaria control: achievements, problems and strategies. Parassitologia, v. 43, p. 1-89.

3. Cueto, M (2007). Cold War, Deadly Fevers: Malaria Erradication in Mexico, 1955–1975. The Johns Hopkins University Press, Baltimore, USA.

4. WHO - World Health Organization. Declaration of Alma-Ata. International Conference on Primary Health Care. Alma-Ata, USSR, 6-12 set. 1978. Consultado em 15 de outubro de 2009. In: http://www.who.int/hpr/NPH/docs/ declaration_almaata.pdf.

5. Fundação Oswaldo Cruz. Far-Manguinhos. Arquivo Intermediário. Caixa 362. MEMO 90/ACI/88. De Pedro Thomé de Arruda Filho para André Gemal, em 25 jul. 1988.

6. Fundo André Gemal. Relatório Missão Científica da Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz à Republica Popular da China, em 08-20 jun 1987.

7. Taylor, K (2005). Chinese Medicine in Early Communist China, 1945-63: a medicine of revolution. Routledge Curzon, Londres, UK.

8. Fundo André Gemal. Carta de Naftale Katz para Sérgio Arouca, em 02 dez. 1987.

9. Fundação Oswaldo Cruz. Far-Manguinhos. Arquivo Intermediário. Caixa 362 – U5. Gestão Tecnológica. Obtenção de derivados de artemisinina, síntese e formulação farmacêutica. 1. reunião da comissão criada pelo ato da presidência n. 254/87, em 08 fev. 1988.

10. Ereno, D (2005). A terapia da artemísia. FAPESP Revista Online, ed. 118. Consultado em 24 de março de 2011. In: http://revistapesquisa2.fapesp.
br/?art=2771&bd=1&pg=1&lg=.

11. Zanchetta, L (2006). Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas: livro de comemoração aos 20 anos de criação do CPQBA. Labgraf, Campinas, Brasil.

12. Fundo Mary Ann Foglio. Correspondência de Jin-Sheng Zhang para Walace Alves de Oliveira. Xangai, 29 mar. 1990.

13. Fundo Pedro Melillo de Magalhães. Foto de Walace de Oliveira no campus do CPQBA durante entrevista ao jornal Folha de São Paulo, em 12 mar. 1989.

14. Fundação Oswaldo Cruz. Far-Manguinhos. Arquivo Intermediário. Caixa 362 – U5. Gestão Tecnológica. Obtenção de derivados de artemisinina, síntese e formulação farmacêutica. 3a. reunião da comissão criada pelo ato da presidência n. 254/87, em 14 jul. 1988.

15. Fundação Oswaldo Cruz. Far-Manguinhos. Arquivo Intermediário. Caixa 362 – U5. Gestão Tecnológica. Obtenção de derivados de artemisinina, síntese e formulação farmacêutica. Memória de reunião CPQBA e Far-Manguinhos. Unicamp, 17 mar. 1988.

16. Fundação Oswaldo Cruz. Far-Manguinhos. Arquivo Intermediário. Caixa 203/1. Memo n. 027/ACI/BSB de Pedro Thomé de Arruda Filho para Akira Homma, em 31 jul. 1989.

17. Fundação Oswaldo Cruz. Far-Manguinhos. Arquivo Intermediário. Caixa 256. Gestão Tecnologia. Correspondências entre Wang Jusheng e Pedro Thomé Arruda Filho, entre set.-nov. 1989.

18. Fundação Oswaldo Cruz. Far-Manguinhos. Arquivo Intermediário. Caixa 203/1. Correspondências entre Wang Jusheng e Pedro Thomé Arruda Filho, em fev. 1989.

19. Magalhães, PM de. et al (1989).Experiments in growing Artemisia annua L. and artemisinin isolation. In: Simpósio Brasil-China de Química e Farmacologia de Plantas Medicinais, 1989, Rio de Janeiro. Simpósio Brasil-China de Química e Farmacologia de Plantas Medicinais, Rio de Janeiro, p. 200-200.

20. Gottlieb, OR (1999). Projeto Plantas Medicinais: História e Memória da Pesquisa e da Política Científica no Brasil. Rio de Janeiro: Fundação Oswaldo Cruz. Cassete nº 9, lado A.

21. Fundação Oswaldo Cruz. Far-Manguinhos. Arquivo Intermediário. Caixa 362 – U5. Gestão Tecnológica. Obtenção de derivados de artemisinina, síntese e formulação farmacêutica. MEMO 107/89 – SUPLAN 14/06/1989. De Dalton Hamilton para André Gemal.

22. Moussatché, H (1991). Prefácio. Proceedings of the Brazilian-Sino Symposium on Chemistry and Pharmacology on natural products. Rio de Janeiro 10 a 14 de dezembro de 1989. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz, v. 86, supl. II, p. II.

23. Gottlieb, OR (1991). Prefácio. Proceedings of the Brazilian-Sino Symposium on Chemistry and Pharmacology on natural products. Memórias do Instituto Oswaldo
Cruz, Rio de Janeiro. v. 86, supl. II, p. IV, 10-14 dez.
Publicado
2018-06-24
Secção
Políticas e redes internacionais de saúde pública no século XX