O ENSINO EM SAÚDE PÚBLICA NO INSTITUTO DE HIGIENE E MEDICINA TROPICAL DE LISBOA, 1902-2012

  • Paulo Ferrinho Instituto de Higiene e Medicina Tropical, Universidade Nova de Lisboa
  • Sónia Dias Instituto de Higiene e Medicina Tropical, Universidade Nova de Lisboa
  • Zulmira Hartz Instituto de Higiene e Medicina Tropical, Universidade Nova de Lisboa

Resumo

Este art igo apresenta uma descrição sumária da longa t radição e evolução do ensino da Saúde Pública no Inst ituto de Higiene e Medicina Tropical (IHMT), que emergiram de uma at ividade integrada da oferta docente da Escola de Medicina Tropical e dos inst itutos que se lhe seguiram. Essa oferta colaborat iva manteve-se ao longo de mais de um século e mult iplicou-se numa at ividade docente em saúde pública alicerçada numa forte agenda de invest igação, que foi crescendo at ravés da realização de cursos para programas de mest rado e doutoramento, bem como de uma forte oferta de cursos de apoio ao desenvolvimento, orientados para a saúde pública como ação colet iva para desenvolver as condições que permitem uma vida saudável no seio das comunidades em que vivemos. Esta ação coletiva está implicada naquilo que a saúde pública faz melhor: a medição do estado de saúde, a organização e gestão de serviços e programas de saúde, o desenvolvimento de recursos humanos em saúde, a promoção da saúde e a intervenção em grupos populacionais específicos. O grupo mult idisciplinar de docentes e invest igadores de saúde pública do IHMT tem assumido protagonismo não só no t rabalho desenvolvido sobre problemát icas prioritárias de saúde, mas também na influência nas polít icas de saúde, no contexto português e internacional, em especial em vários países africanos (Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau e Moçambique), bem como nas organizações internacionais, nomeadamente a União Europeia, a OMS (único Cent ro colaborador da OMS em Portugal para polít icas e planeamento da força de t rabalho em saúde), Banco Mundial e CPLP.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABRANCHES, P. (2004) – O Instituto de Higiene e Medicina
Tropical. Um Século de História 1902-2002. CELOM, Lisboa.
ACHESON, R. M. (1982) – “ Schools of P ublic Healt h”. British Med.
J., 284: 534-536.
AMARAL, I. (2008) – “ T he emergence of t ropical medicine in
Portugal: The School of Tropical Medicine and the Colonial Hospital
of Lisbon (1902-1935)”. Dynamis, 28: 301-328.
AMARAL, I (2010) – “ A influência past euriana na obra de Ricardo
Jorge e na emergência da medicina t ropical”. Em: AMARAL, I.,
CARNEIRO, A., MOTA, T. S., BORGES, V. M. & DORIA, J. L.
(coords.), Percursos da Saúde Pública nos séculos XIX e XX – a
propósito de Ricardo Jorge. CELOM, Lisboa (pp. 135-144).
BASTOS, C. (2007) - Medicina, império e processos locais em Goa,
século XIX. Anal. Soc., XLII: 99-122.
EVANS, D. (2009) – “ T he role of schools of public healt h: learning
from hist ory, looking t o t he future”. J. Public Health, 31: 446-450
FERRINHO, P., HARTZ, Z. & DORIA, J. L. (2012) – “ P rimórdios
dos serviços de medicina colonial em África: Séculos XV – XIX”. An.
Inst. Hig. Med. Trop., 12: pp-pp. Edição Comemorat iva dos 110 Anos
do IHMT.
FRAGA DE AZEVEDO, J. (1952) - Cinquenta Anos de Act ividade
do Inst ituto de Higiene e Medicina Tropical (24 de Abril de 1902 – 24
de Abril de 1952). Editora, Lisboa.
FRAGA DE AZEVEDO, J. (1958) – “ O Inst it ut o de Higiene e
Medicina T ropical”. An. Inst. Hig. Med. Trop., 15 (supl 1): 10-97.
GONÇALVES FERREIRA, F.A. (1982) - Moderna Saúde Pública. I
Volume; 5ª edição. Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa.
HOTEZ, P. J. (2003) – “ Erosion of William Henry Welch’s Concept
of the Hygienic Laboratory in our Nat ion´s Schools of Public Health
and Medicine”. Public Health Rep., 118: 184-186.
KICKBUSH, ILONA (2009) – “ In search of t he public healt h
paradigma for the 21st century: the polit ical dimensions of public
healt h”. Rev. Port. Saúde Pública, número especial: 11-19.
PITA, J. R. & PEREIRA, A. L. (2010) – “ A recepção da ciência de
Pasteur na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (1882-
1911)”. Em: AMARAL, I., CARNEIRO, A., MOTA, T. S., BORGES,
V. M. & DORIA, J. L. (coords.), Percursos da Saúde Pública nos
séculos XIX e XX – a propósito de Ricardo Jorge. CELOM, Lisboa
(pp.145-154).
ROSALES, C. B., COE, K., GÁMEZ, G. & STROUPE, N. (2012) –
“ Social just ice, health, and human rights educat ion: challenges and
opport unit ies in Schools of P ublic Healt h”. Public Health Rep., 127:
126-130.
SAKELLARIDES, C. (2009) – “ Quer o país uma Escola de Saúde
P ública?”. Rev. Port. Saúde Pública, número especial: 69-78.
TORGAL, J. (2002) - Cem Anos. Not ícias do Inst ituto, Ano 2 - IHMT,
nº1. Lisboa.
Publicado
2018-09-10
Secção
Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)