Desigualdades no acesso ao teste de diagnóstico à COVID-19 - Um estudo de coorte para as crianças da Amadora, Área Metropolitana de Lisboa, Portugal

  • Iolanda B. Alves Doutoranda em Doenças Tropicais e Saúde Global, Global Health and Tropical Medicine (GHTM), Instituto de Higiene e Medicina Tropical (IHMT), Universidade Nova de Lisboa (UNL), Lisboa, Portugal
  • Sofia Carmesim Médica de Saúde Pública, Agrupamento dos Centros de Saúde (ACES) da Amadora, Administração Regional de Saúde (ARS) de Lisboa e Vale do Tejo (LVT), Lisboa, Portugal
  • António C. Silva Diretor do Departamento de Saúde Pública, Administração Regional de Saúde (ARS) de Lisboa e Vale do Tejo (LVT), Ministério da Saúde, Lisboa, Portugal; Associação de Intervenção Comunitária, Desenvolvimento Social e de Saúde (AJPAS), Amadora, Portugal
  • Maria do Rosário O. Martins Professora Catedrática, Unidade de Saúde Pública Global, Global Health and Tropical Medicine (GHTM), Instituto de Higiene e Medicina Tropical (IHMT), Universidade Nova de Lisboa (UNL), Lisboa, Portugal
Palavras-chave: acesso aos cuidados de saúde, equidade em saúde, crianças imigrantes, teste à COVID-19, pandemia de COVID-19, taxa de testagem

Resumo

Introdução: A literatura científica sugere que as crianças imigrantes frequentemente enfrentam um maior número de barreiras no acesso aos cuidados de saúde do que as não imigrantes. No entanto, sabe-se pouco sobre o acesso aos cuidados de saúde das crianças imigrantes no contexto da pandemia de COVID-19 em Portugal.
Objetivo: Este trabalho teve como objetivo analisar a imigração como determinante do acesso ao teste à COVID-19 em crianças residentes na Amadora, Área Metropolitana de Lisboa, Portugal.
Métodos: Este é um estudo de coorte que incluiu 420 crianças com 6/7 anos de idade, utentes das unidades funcionais de cuidados de saúde primários da Amadora (52% imigrantes; 48% não imigrantes). Os dados foram recolhidos através de questionários e as notificações de casos confirmados de COVID-19 foram extraídas do sistema nacional de vigilância laboratorial para COVID-19 (SINAVE Lab), entre março de 2020 e junho de 2022. Calculou-se a percentagem de crianças que realizou pelo menos um teste e a mediana do número de testes realizados, desagregando por imigrante e não imigrante. Usaram-se testes paramétricos e não paramétricos para comparar grupos. Para analisar os determinantes da realização do teste foram estima- dos modelos de regressão de Poisson e Poisson Robusto.
Resultados: Foram realizados 355 testes à COVID-19 e 84,8% realizaram pelo menos um teste. Crianças imigrantes tiveram menor taxa de testagem (75,1% vs. 95,1%) e realizaram menos testes por criança (2 vs. 3). Ajustando a outros fatores, as crianças imigrantes tiveram uma probabilidade 18% inferior de ter realizado pelo menos um teste (PR = 0,82, IC 95%: 0,75-0,90; p < 0,001), e efetuaram 27% menos testes em comparação com as não imigrantes (RR = 0,77, IC 95%: 0,68-0,88). Outros fatores associados incluem o sexo do cuidador, estrutura familiar, seguro de saúde e perceção do cuidador do estado de saúde da criança.
Conclusão: Os resultados revelam que as crianças imigrantes residentes na Amadora enfrentaram barreiras acrescidas no acesso e realização dos testes à COVID-19 durante o período da pandemia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Markkula N, Cabieses B, Lehti V, Uphoff E, Astorga S, Stutzin F. Use of health services among international migrant children – a systematic review. Global Health. 2018; 14(1).

Salami B, Mason A, Salma J, Yohani S, Amin M, Okeke-Ihejirika P, et al. Access to healthcare for immigrant children in Canada. Int J Environ Res Public Health. 2020; 17(9).

Crise, austeridade e desigualdades de saúde nos países do sul da Europa. 2019. [Consultado em 2 de agosto de 2023]. Disponível em: http://journals.openedition.org/eces/2980.

Abrams EM, Greenhawt M, Shaker M, Pinto AD, Sinha I, Singer A. The COVID-19 pandemic: adverse effects on the social determinants of health in children and families. Annals of Allergy, Asthma and Immunology. American College of Allergy, Asthma and Immunology. 2022; 128: 19 - 25.

Liu E, Rodrigues M, Candeias P, Cavacas MA, Lopes D, Rosario M, et al. Are immigrants more vulnerable to the socioeconomic impact of COVID-19? - A cross-sectional study in Amadora Municipality, Lisbon Metropolitan Area. 2019.

COVID-19 testing: what you need to know | CDC. [Consultado em 2 de Agosto de 2023]. Disponível em: https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/symptoms-testing/testing.html.

Overview of testing for SARS-CoV-2, the virus that causes COVID-19 | CDC. [Consultado em 2 de agosto de 2023]. Disponível em: https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/hcp/testing-overview.html.

United Nations (UN). The Sustainable Development Goals Report 2022. New York, USA: United Nations; 2022.

Brandt K, Goel V, Keeler C, Bell GJ, Aiello AE, Corbie-Smith G, et al. SARS-CoV-2 testing in North Carolina: Racial, ethnic, and geographic disparities. Health Place. 2021; 69: 102576.

Mannheim J, Konda S, Logan LK. Racial, ethnic and socioeconomic disparities in SARS-CoV-2 infection amongst children. Paediatr Perinat Epidemiol. 2022; 36(3): 337 - 46.

Enquadramento legal e institucional para a saúde dos migrantes - Observatório das Migrações (OM). [Consultado em 2 de agosto de 2023]. Disponível em: https://www.om.acm.gov.pt/-/2--3.

Organisation for Economic Co-operation and Development (OECD). The impact of COVID-19 in the migration area in EU and OECD countries. Paris, France: OECD; 2021.

Wood LCN, Devakumar D. Healthcare access for migrant children in England during the COVID-19 pandemic. BMJ Paediatr Open. 2020; 4(1): 11 - 4.

Wilde H, Tomlinson C, Mateen BA, Selby D, Kanthimathinathan HK, Ramnarayan P, et al. Hospital admissions linked to SARS-CoV-2 infection in children and adolescents: cohort study of 3.2 million first ascertained infections in England. BMJ. 2023; 382: e073639.

What has been the impact of the COVID-19 pandemic on immigrants? An update on recent evidence. [Consultado em 11 de abril de 2023]. Disponível em: https://www.oecd.org/coronavirus/policy-responses/what-has-been-the-im-pact-of-the-covid-19-pandemic-on-immigrants-an-update-on-recent-evidence-65cfc31c/#sr-p-d1e186-2.

Migrants: Healthcare in Portugal. [Consultado em 2 de agosto de 2023]. Disponível em: https://eportugal.gov.pt/en/migrantes-viver-e-trabalhar-em-portugal/migrantes-cuidados-de-saude-em-portugal.

Muggli Z, Mertens T, Amado R, Teixeira AL, Vaz D, Pires M, et al. Cohort profile: health trajectories of immigrant children (CRIAS) - A prospective cohort study in the metropolitan area of Lisbon, Portugal. BMJ Open. 2022; 12(10).

COVID-19: Government grants residence to immigrants and asylum seekers – Alto Comissariado para as Migrações (ACM). [Consultado em 2 de agosto de 2023]. Disponível em: https://www.acm.gov.pt/-/covid-19-governo-regulari-za-imigrantes-e-requerentes-de-asilo.

Promover a integração através da equidade em saúde |IOM Portugal. [Consultado em 2 de agosto de 2023]. Disponível em: https://portugal.iom.int/pt-pt/terminado-promover-integracao-atraves-da-equidade-em-saude-fase-ii.

Azevedo De Sá J. Acesso aos cuidados de saúde e literacia em saúde na população migrante na Área Metropolitana de Lisboa e impacto da pandemia de COVID-19. [Tese de Mestrado] Universidade Nova de Lisboa, Escola Nacional de Saúde Pública; Lisboa; 2023.

Teste COVID-19 em Lisboa: Onde fazer, preços e tipos de teste. [Consultado em 2 de agosto de 2023]. Disponível em: https://sigmasaude.pt/teste-COVID-19-em-lisboa/.

Portugal: População estrangeira com estatuto legal de residente: total e por algumas nacionalidades | Pordata. [Consultado em 2 de Agosto de 2023]. Disponível em: https://www.pordata.pt/Portugal/Popula%c3%a7%c3%a3o+estrangeira+com+estatuto+legal+de+residente+total+e+por+algumas+nacionalidades-24.

População residente por município segundo os Censos | Pordata. [Consultado em 2 de agosto de 2023]. Disponível em: https://www.pordata.pt/Municipios/Populacao+residente+segundo+os+Censos+total+e+por+sexo-17.

Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Amadora. [Consultado em 2 de agosto de 2023]. Disponível em: https://bicsp.min-saude.pt/pt/biufs/3/30014/Pages/default.aspx.

Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca, EPE. [Consultado em 2 de agosto de 2023]. Disponível em: https://hff.min-saude.pt/.

Maria MR, Shaaban AN, Abecasis A, Muggli Z, Amado R, Vaz D, et al. Are immigrants more vulnerable to the socioeconomic impact of COVID-19? - A cross-sectional study in Amadora Municipality, Lisbon metropolitan area. Front Public Health. 2022; 10: 2293.

Andersen R, Newman JF. Societal and individual determinants of medical care utilization in the United States. The Milbank Memorial Fund Quarterly. Health and Society. 1973; 51.

Pengid S, Peltzer K, de Moura Villela EF, Fodjo JNS, Siau CS, Chen WS, et al. Using Andersen’s model of health care utilization to assess factors associated with COVID-19 testing among adults in nine low-and middle-income countries: an online survey. BMC Health Serv Res. 2022; 22(1).

Babitsch B, Gohl D, von Lengerke T. Re-revisiting Andersen’s behavioral model of health services use: a systematic review of studies from 1998-2011. Psychosoc Med. 2012; 9.

Anil KC, Basel PL, Singh S. Low birth weight and its associated risk factors: Health facility-based case-control study. PLoS One. 2020; 15(6).

Petersen MR, Deddens JA. A comparison of two methods for estimating prevalence ratios. BMC Med Res Methodol. 2008; 8.

Cho WKT, Hwang DG. Differential effects of race/ethnicity and social vulnerability on covid-19 positivity, hospitalization, and death in the San Francisco Bay Area. J Racial Ethn Health Disparities. 2023; 10(2): 834 - 43.

Jacobson M, Chang TY, Shah M, Pramanik R, Shah SB. Racial and ethnic disparities in SARS-CoV-2 testing and COVID-19 outcomes in a medicaid managed care cohort. Am J Prev Med. 2021; 61(5): 644 - 51.

O’Neill B, Kalia S, Hum S, Gill P, Greiver M, Kirubarajan A, et al. Socioeconomic and immigration status and COVID-19 testing in Toronto, Ontario: retrospective cross-sectional study. BMC Public Health. 2022; 22(1).

DeRoo SS, Torres RG, Ben-Maimon S, Jiggetts J, Fu LY. Attitudes about COVID-19 testing among black adults in the United States. Ethn Dis. 2021; 31(4): 519 - 26.

Holden TM, Richardson RAK, Arevalo P, Duffus WA, Runge M, Whitney E, et al. Geographic and demographic heterogeneity of SARS-CoV-2 diagnostic testing in Illinois, USA, March to December 2020. BMC Public Health. 2021; 21(1): 1 - 13.

Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF)/GEPF. Relatório de Imigração, Fronteiras e Asilo 2022. Oeiras, Portugal: SEF; 2023.

Publicado
2024-01-31
Como Citar
1.
Alves I, Carmesim S, Silva A, O. Martins M do R. Desigualdades no acesso ao teste de diagnóstico à COVID-19 - Um estudo de coorte para as crianças da Amadora, Área Metropolitana de Lisboa, Portugal. ihmt [Internet]. 31Jan.2024 [citado 29Fev.2024];22(2):11-. Available from: https://anaisihmt.com/index.php/ihmt/article/view/452